10 maldades previstas da na reforma da previdência

Das 10 maldades previstas da na reforma da previdência, felizmente 4 foram tiradas em 1º tuno de votação da matéria. Confira quais são: 

1º - aposentadoria rural: 
Fora mantida as seguintes regras: Aposentadoria aos 60 (sessenta) anos de idade, se homem, e 55 (cinquenta e cinco) anos de idade, se mulher, para os TRABALHADORES RURAIS e para os que exerçam suas atividades em regime de economia familiar, nestes incluídos o produtor rural, o garimpeiro e o pescador artesanal.

- Benefício de Prestação Continuada:
O benefício de prestação continuada é a garantia de um salário-mínimo mensal à pessoa com deficiência e ao idoso com 65 (sessenta e cinco) anos ou mais que comprovem não possuir meios de prover a própria manutenção nem de tê-la provida por sua família.

Considera-se incapaz de prover a manutenção da pessoa com deficiência ou idosa a família cuja renda mensal per capita seja inferior a 1/4 (um quarto) do salário-mínimo.

O benefício de prestação continuada deve ser revisto a cada 2 (dois) anos para avaliação da continuidade das condições que lhe deram origem.           


3º - Na Capitalização:
Foi retirado do texto final a pretensão de Poder Executivo federal instituir um novo regime de previdência social, organizado com base em sistema de capitalização, na modalidade de contribuição definida, de caráter obrigatório para quem aderir, com a previsão de conta vinculada para cada trabalhador e de constituição de reserva individual para o pagamento do benefício, admitida capitalização nocional, vedada qualquer forma de uso compulsório dos recursos por parte de ente federativo.

4º - chamada desconstitucionalização a chamada desconstitucionalização que colocaria as regras previdenciárias em lei complementar, também ficou de fora do texto final

No entanto, restaram 6 pontos que são prejudiciais aos trabalhadores. Entre eles, as alterações na pensão por morte; a idade mínima de aposentadoria e a previsão de 40 anos de contribuição conquistar o benefício integral.

Além disto, os estados e municípios ficaram de fora da reforma da previdência. Não é aceitável que existem 2 categorias de aposentados no Brasil. (os estaduais e municipais e os outros) regidos pela nova previdência.

Esperamos que o tema seja melhor debatido no 2º tuno de votação no senado.
2 comentários via Blogger
comentários via Facebook

2 comentários

  1. Bom dia Professor Valter
    tudo bem ? deixei uma mensagem no seu blog recebeu minha mensagem
    ou posso enviar por aqui
    nao tive resposta
    fico no aguardo

    obrigado,
    Rogerio

    ResponderExcluir