SAQUE DO FGTS POR CULPA RECÍPROCA OU FORÇA MAIOR

A culpa recíproca ocorre quando, por decisão da Justiça do Trabalho, o empregador e o trabalhador forem responsáveis, na mesma proporção, pela rescisão do contrato de trabalho. Considera-se força maior quando ocorre um fato imprevisível que obrigue o empregador a rescindir o contrato de trabalho, como, por exemplo, um incêndio que impeça a continuidade do trabalho.

Banco Sofisa Direto | A Melhor Opção de Investimento:
O Melhor Banco Para Aplicar o Seu Dinheiro. Abra Sua Conta e Invista! Não Pague Nenhuma Tarifa. TEDs Gratuitas. Digital, Sem Burocracia. Rende Mais que a Poupança. Opções: CDB Prefixado, CDB Pós-Fixado. Acesse AQUI!

Documentos necessários para o saque:

Saiba mais: 
Os Segredos Minha Casa Minha Vida Terreno e Construção aqui!

- Documento de identificação do trabalhador ou diretor não empregado; e
- Cartão do Cidadão ou número de inscrição PIS/PASEP ou Inscrição de Contribuinte Individual junto ao INSS para o doméstico não cadastrado no PIS/PASEP; e
- Carteira de Trabalho, exceto quando se tratar de diretor não empregado ou outro documento que comprove o vínculo empregatício; e
- Cópia autenticada das atas das assembleias ou estatuto da sociedade e, quando for o caso, o regimento interno do Conselho de Administração, ou ato próprio da autoridade competente, quando se tratar de diretor não empregado; e
- Sentença transitada em julgado estabelecendo culpa recíproca ou força maior, expedida pela Justiça do Trabalho e TRCT, TQRCT ou THRCT quando houver; e
- Termo de audiência da Justiça do Trabalho, devidamente homologado pelo juízo do processo reconhecendo a culpa recíproca, quando esta resultar de acordo ou conciliação em reclamação trabalhista.

Leia mais:
Financiamento Imobiliário com a melhor taxa do mercado. Saiba Mais AQUI

Saque do FGTS nos caso de desastre natural, acesse AQUI!

Gostou da publicação? Recomende-a clicando nos ícones abaixo!
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário