SUA APOSENTADORIA POR INVALIDEZ OU AUXÍLIO-DOENÇA DO INSS FOI CORTADA? SAIBA COMO RECORRER

Sabemos que em muitos casos o INSS simplesmente alega que inexiste a incapacidade laboral e determinam o retorno às atividades do segurado.

Nós sabemos que há muitos trabalhadores que consideram o corte injusto e pretendem recorrer para receber novamente o benefício.

Se este é o seu caso (perdeu seu auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez e não concorda com a decisão do INSS) vou lhe ensinar como recorrer.


Leia também: veja como essas pessoas estão transformando as suas vidas – acesse AQUI

RECURSO

O primeiro passo é entrar com um recurso no Conselho de Recursos do Seguro Social (CRSS) no prazo máximo de 30 dias após o corte do auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez.

Você deve preencher este formulário do INSS e reunir documentos e laudos médicos comprovando que ainda precisa do benefício. Também é preciso apresentar um documento com foto e número do CPF.

O atendimento deste serviço será realizado à distância, não sendo necessário o comparecimento presencial nas unidades do INSS, a não ser quando solicitado para eventual comprovação.

Recurso é um serviço destinado ao cidadão que não concordar com uma decisão emitida pela Previdência Social, em um processo do qual ele faça parte. Em outras palavras, é o direito de contestar uma decisão emitida pela Previdência Social.

O cidadão deve requerer o recurso, elencando os motivos, de acordo com a legislação, pelos quais discorda da decisão emitida, no máximo, 30 (trinta) dias após tomar conhecimento da decisão que deseja contestar. Para este serviço é obrigatório a juntada de justificativas mediante formulário para Junta de Recursos ou Câmara de Julgamento/Conselho de Recursos da Previdência Social. (site MEU INSS AQUI!)

DOCUMENTOS

No comparecimento, levar um documento com foto e número do CPF, além de todos os laudos médicos, atestados, exames, receitas e demais comprovantes de que ainda há incapacidade que impossibilita o retornar ao trabalho.

Digitalização de documentos

Digitalize e envie os documentos no ato da solicitação. É recomendado o seguinte padrão: formato PDF, em um arquivo único, sendo que o tamanho de cada arquivo não pode exceder 5MB e a soma dos tamanhos dos arquivos anexados não pode exceder 30 MB.

Os documentos devem ser digitalizados na seguinte sequência:

1. requerimento assinado/procuração ou termo de representação, documento de identificação e CPF do procurador ou representante;

2. documentos pessoais do solicitante/instituidor/dependentes;

3. documentos referentes às relações previdenciárias (exemplo: Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), Certidão de Tempo de Contribuição (CTC), carnês, formulários de atividade especial, documentação rural, etc.); e

4. outros documentos não relacionados e que o cidadão queira adicionar (exemplo: simulação de tempo de contribuição, petições e etc.).
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário